Especiais/Saúde e Bem Estar

(20/01/2019) - Dermatologista alerta para necessidade de cuidados com a pele no verão

Com foto Sem Foto

PREVENÇÃO: Dra. Laise Barros esclarece a necessidade de uso contínuo de protetor solar
Janio Munhoz

A dermatologista Laise Coelho de Barros (CRM 123.639) afirma que os cuidados com a pele no verão devem ser redobrados, lembrando que há maior risco de queimaduras, câncer de pele e envelhecimento cutâneo. A especialista recomenda o uso constante de protetor solar, mesmo em dias nubla¬dos ou chuvosos. Confira a entrevista.

O Diário: Qual a recomendação básica para as pessoas em relação à pele nesta época do ano?
Dra. Laise: No verão o cuidado com a pele deve ser redobrado. A exposição aos raios ultravioletas UVA e UVB incidem com mais intensidade sobre a terra neste período do ano, aumentando o risco de queimaduras, câncer de pele e envelhecimento cutâneo.Para garantir uma pele saudável é preciso se proteger, principalmente estando na praia, piscina ou em atividades ao ar livre. Usar o filtro com fator de aplicação solar (FPS) no mínimo 30, sendo a primeira aplicação feita 30 minutos antes da exposição solar e reaplicado a cada duas horas. Outras formas de precaução são o uso de óculos escuros e o uso de coberturas como chapéu, boné ou viseira.

O Diário: Quais os principais riscos da exposição ao sol de forma excessiva?
Dra. Laise: Os efeitos do sol na pele são provocados principalmente pelos raios UV. Estes são responsáveis pelas queimaduras solares, envelhecimento cutâneo, alterações de pigmentação e câncer de pele. Este último devido a radiação UV danifica o DNA dentro das células.

O Diário: Quais as doenças mais comuns relacionadas à combinação sol, praia, areia e piscina?
Dra. Laise: As doenças mais comuns devido a esta combinação são:
a) As micoses causadas por fungos que podem ocorrer na pele, unhas e cabelos. Quando em condições favoráveis, como calor, umidade, baixa de imunidade se reproduzem e podem causar doença.
b) As brotoejas que são bolinhas que surgem devido ao contato da pele com suor, principalmente em bebês e na área de dobras.
c) As manchas e sardas que aparecem gradativamente com o tempo. De coloração marrom surgem em áreas mais expostas ao sol.
d) A acne solar que está relacionada à mistura da oleosidade da pele com o suor e a própria radiação solar.

O Diário: Apesar da recomendação dos especialistas, muita gente dispensa o uso do filtro solar. A que se pode atribuir este fato?
Dra. Laise: Grande parte das pessoas relatam que sabem da importância do uso do protetor solar, mas não tem disciplina de usar no dia a dia, principalmente devido ao esquecimento.
Ainda assim, existem erros comuns que as pessoas cometem no cuidado com a pele, como usar o protetor solar apenas no rosto e não aplicar em toda a área exposta; não aplicar o protetor solar diariamente; achar que em dias nublados ou chuvosos não é preciso usar o protetor solar.

O Diário: Para quem vai à praia ou piscina, basta passar o protetor solar somente uma vez ou é necessário repetir este procedimento?
Dra. Laise: Os produtos com Fator de proteção solar (FPS) 30 ou superior, são recomendados para uso diário e em exposição longa ao sol como praia e piscina. O fator de proteção solar em caso de exposição solar mais longa deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição e reaplicado de duas em duas horas. Em caso de transpiração excessiva ou contato com a água deve ser aplicado mais vezes.


Imprimir