Esporte/Crônica

(02/02/2019) - Muito mais que um clássico

É muito mais que três pontos. O dérbi en­tre Palmeiras e Corinthians – nesta ordem, pois o alviverde é o mandante – é o pri­meiro grande jogo do Campeonato Paulista de 2019. O jogo é um “campeonato” à parte para palmeirenses e corintianos. Por mais que a primeira fase do estadual seja desin­teressante, o encontro dos dois gigantes é especial. A rivalidade, que historicamente sempre foi intensa, foi impulsionada depois da final do ano passado, na qual o Timão levou a melhor.

Em comum, os dois con­tam com técnicos que têm status de ídolo em seus clubes. Felipão e Fábio Carille têm ótimos retrospectos diante dos principais rivais. Além disso, tanto Palmeiras, quanto Corinthians esperam um 2019 melhor que 2018, e para isso, buscaram reforços. Um dos pontos negativos ainda é a determinação do Ministério Público que exige torcida única nos clássicos paulistas. Portanto, só haverá gente de verde e branco nas arquibancadas. Não há como imaginar um Palmeiras x Co­rinthians sem se lembrar da histórica vitória alviverde em 1993, na final que acabou com a fila de títulos que durava décadas. Ou das embaixadinhas de Edilson, o Capetinha, que marcaram o título paulista corintiano em 1999. A grandeza de um depende do peso do outro. Não há nada melhor que vencer esse dérbi!

Rodrigo Pessoa é jornalista


Imprimir