Opinião/Editorial

(08/02/2019) - O exemplo de amizade selado no amor

A amizade de genitoras é na família Monteiro de Barros um grande presente de Deus. Um exemplo vem de duas mineiras, ambas que passaram a ter o sobrenome em função de união matrimonial. Ambas caridosas, carinhosas, cuidadosas.

O dia 8 de fevereiro é aniversario de Luiza Cardillo Monteiro de Barros. 25 de janeiro é o aniversário de Márcia Guaritá Sandoval Monteiro de Barros. A mulher de Botelhos nasceu no dia de Santa Bakhita. A mulher de Uberaba no dia da conversão de São Paulo. Ambas, portanto, com o selo da conversão cristã, testemunhando a providência divina.

Luiza Monteiro de Barros faleceu em 11 de junho de 2017. Márcia Monteiro de Barros renasce todos os dias, em sua luta contra o câncer.

A amizade de Luiza e Márcia foi sempre bonita.  Ambas ensinaram o significado de paciência. Ambas mostram o poder do carinho.  A mãe do Luiz e do Neto e a mãe da Mariana, Lucas e Marcelo partilharam segredos e conselhos. Isto é amizade, porque serve de exemplo. Amizade que permitiu amar sempre mais. Amizade que permitiu entender que não existe limite para a fé, as virtudes e a fraternidade.  Luiza e Márcia colocaram a verdade pela qual vale a pena lutar, defender e semear.

Luiza está viva no coração de todos da família. Márcia vive, presente com toda sua beleza nas orações da família inteira. Ambas retratam o valor que a amizade gera. Amizade não morre, porque é sempre o amor verdadeiro, puro, sublime.


Imprimir