Especiais/Agronegócio

(12/02/2019) - Safra de laranja 2018/2019 é reestimada em 284,88 milhões de caixas

Com foto Sem Foto

COLHEITA: Levantamento aponta que 95% da produção de laranja já foi colhida
SC Rural

O Fundecitrus publicou a terceira reestimativa da safra de laranja 2018/19 do cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/ Sudoeste Mineiro. A pro­dução foi reestimada em 284,88 milhões de caixas de 40,8 kg. Essa revisão representa um aumen­to de 3,31% em relação à reestimativa anterior, publicada em dezembro de 2018.

Da safra total, cerca de 15,96 milhões de caixas deverão ser produzidas no Triângulo Mineiro. O período mais seco dessa temporada, com precipitação bem abaixo da média, ficou concentrado no início da safra e provocou a dimi­nuição do peso das laran­jas das variedades preco­ces, que foram revisados em setembro/2018. As chuvas se intensificaram com a chegada da prima­vera e, embora tenham ficado abaixo da média nos últimos dois meses, foram satisfatórias du­rante o principal período de colheita das laranjas Pera Rio, Valência e Va­lência Folha Murcha, o que contribuiu com o aumento do peso dos frutos dessas varieda­des.

Considerando todas as variedades, o tama­nho médio é reestimado para 260 frutos por caixa (157 gramas por fruto), contra os 267 frutos por caixa (153 gramas por fruto) projetado em de­zembro/2018. A taxa de queda de frutos média do cinturão citrícola é revisada para 16,70%. A colheita das varieda­des precoces foi encer­rada. O método utiliza­do para a reestimativa é o mesmo adotado na safra anterior. As infor­mações foram obtidas por levantamento em 1.200 talhões que são monitorados a partir de maio e deixam de ser visitados à medida que ocorre a colheita com­pleta do mesmo. O tra­balho é realizado pelo Fundecitrus em parce­ria com a Markestrat, FEA-RP/USP e FCAV/ Unesp.


Imprimir