Especiais/Saúde e Bem Estar

(21/07/2019) - Educação física proporciona saúde e longevidade para idosos

Com foto Sem Foto

ESPECIALIDADE: As professoras Jaqueline Viera, Tatiane de Barros e Cristiane Souza atuam na Personal Studio
Divulgação

A educadora física Tatiane de Barros destacou que idosos devem se exercitar caso queiram ter qualidade de vida e atingir a longevidade com independência e autonomia. Ela tem alunos da terceira idade que dão um verdadeiro exemplo de disposição. Segundo a professora, os benefícios da atividade física são inúmeros. “A musculação na terceira idade vem para dar qualidade de vida, autonomia, bem-estar, além evitar dores no dia a dia. No dia em que o idoso fez a atividade, ele vai ter um bom sono”, explicou. Tatiane disse que a atividade para o praticante idoso deve ser diferente em relação às outras pessoas. Por isso, a importância da orientação adequada no momento da elaboração dos treinos. “O exercício físico para a pessoa idosa deve ser dirigido por um professor de educação física. Ele deve ser feito com menos peso para causar bem-estar e não aquela sensação de fadiga muscular”, contou. A professora lembrou que é importante a atividade ser prescrita por um médico que irá avaliar as possibilidades do idoso.

Mário Basso, 81 anos, é um dos alunos assíduos da professora Tatiane. Ele disse que a atividade física é fundamental em seu dia a dia e a recomenda para outras pessoas. “A vida inteira pratiquei atividade física desde o ginásio, futebol, basquete, vôlei, durante toda a vida. Agora, aos meus 81 anos, faço academia duas vezes por semana e também jogo tênis duas vezes por semana. Também faço pilates em alguns períodos. Mas nunca parei de fazer atividade física”, contou.

“Os benefícios são os melhores resultados. Vejo algumas pessoas da minha idade que estão bem destruídas. Eu ando bem, também pedalo e me exercito ao máximo para ter uma vida saudável”, complementou Mário. A esposa dele, Regina Basso, 74 anos, acompanha o marido e se mantém ativa. “Faço exercício físico há muitos anos, desde meus 25 anos. Parece que quando a gente não faz exercício, o corpo fica pesado”, explicou. Lucila Lucas da Silva, 74 anos, deixa a preguiça de lado e frequenta musculação regularmente. “Faço atividades físicas três vezes por semana e isso faz bem para meu caminhar, na minha agilidade, nos meus movimentos, e me sinto muito bem”, comentou.


Imprimir