Opinião/Editorial

(25/07/2019) - Mapa do turismo na agenda regional

O governo paulista tem prazo até 30 de julho para validar a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021. A proposta nacional vem sendo cadastrada no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo desde o dia 1º de abril. O trabalho dos governos estadual e municipal foi feito com a orientação do ministério do Turismo, que disponibilizou material orientador com o objetivo de sanar as dúvidas e auxiliar as cidades a se cadastrarem no programa. Atualmente, o Mapa do Turismo possui 3.285 municípios, que estão divididos em 328 regiões turísticas.

Olímpia é a cidade turística reconhecida e com maior visibilidade regional. O número de municípios paulistas incluídos no mapa oficial saltando de 222 para 432 destinos, distribuídos em 51 regiões turísticas, em  2017.

A proposta de um mapa atualizado, detalhando a vocação turística ou destinos de apoio, permite fomentar o setor e as comunidades. Cada vez mais a 13ª  região administrativa de Barretos deve construir plataformas para alargar o segmento turístico, envolvendo infraestrutura, logística, serviços de hospedagem e gastronômicos.

O Mapa do Turismo Brasileiro foi instituído em dezembro de 2013 e passou a ser atualizado de dois em dois anos a partir de 2016. Os estados, em parceria com os municípios, têm autonomia para a definição das regiões turísticas, incluindo ou removendo destinos.  A previsão é de que em agosto seja publicada a portaria que define o número de municípios e regiões turísticas que deverão compor o Mapa do Turismo Brasileiro 2019.


Imprimir