Política/Política

(13/08/2019) - CPI recebe denúncias extraoficiais sobre servidor acusado de fraude

Com foto Sem Foto

ATUAÇÃO: Vereador Aparecido Cipriano é o relator da CPI do Instituto
Assessoria Câmara

Integrantes da CPI do Instituto de Previdência receberam denúncias extraoficiais sobre investimentos e empreendimentos do ex-servidor acusado do desvio de mais de R$ 2 milhões da autarquia. “Quem tiver denúncias pode nos procurar, é preciso que seja formalizada para que possamos apurar e trazer a verdade, mas vamos  verificar essas denúncias feitas por boca”, disse o relator Aparecido Cipriano.

Os vereadores analisam documentos e processo administrativo para programarem a fase de oitivas. Deverão ser convocados além do servidor acusado de fraude, os ex-gestores do Instituto de Previdência . “Acredito que entre 15 e 20 dias possamos ouvir essas pessoas e queremos ir a fundo para verificar o que realmente aconteceu”, declarou.  Segundo o relator, a CPI solicitou os arquivos “txt” da folha de pagamento enviada do Instituto para a agência bancária. “Pedimos também o arquivo com informações do que o banco efetivamente fez para entender melhor esse sistema”, comentou. “O processo administrativo foi bem feito, mas precisamos ir mais a fundo”, acrescentou. A CPI do Instituto deverá analisar a situação da autarquia de 2011, data em que o servidor acusado foi admitido, até 2019.

Outra meta é verificar não somente o desvio, mas como a autarquia acumulou R$ 200 milhões em dívidas. “Trabalhamos em conjunto com a Comissão de Finanças para analisar essa situação preocupante e o que se pode fazer de agora em diante para melhorar”, afirmou. A CPI do Instituto de Previdência tem 120 dias para conclusão a partir do dia 2 de julho, data da sua instalação. A Comissão é presidida pelo vereador Euripinho Naben e tem Raphael Dutra como membro.


Imprimir