23 de Outubro de 2019 | 07:23:22

23 de Outubro de 2019 | 07:23:22

15/04/2012 | Esporte / Crônica

A televisão é o retrato fiel do jogo

Por Luiz Carlos Fabrini

Televisão é imagem do que acontece em qualquer jogo de futebol. Não dá para desmentir a imagem que a televisão mostra. Tudo o que se passa no campo de jogo é levado para a tela do telespectador ligado na competição. Acertos e erros não escapam da visão de quem vê o jogo.

O telespectador, muitas vezes, também é juiz. Num determinado lance ele reage gritando “foi pênalti ou não foi pênalti”. Quando vem o replay em vários ângulos a opinião do torcedor é confirmada ou modificada. Os detalhes que a televisão registra não deixam qualquer dúvida.

Os jogos mostrados ao vivo são o terror dos árbitros de futebol e de seus auxiliares. Eles julgam o lance em fração de segundos. Os erros são freqüentes porque a televisão mostra duas e três vezes como foi verdadeiramente a jogada. Só que o árbitro já marcou pênalti e não tem como voltar atrás. O erro é confirmado no replay, mas não há como consertar a decisão falha.

Na quarta-feira o São Paulo jogou em Feira de Santana contra o Bahia. O resultado do jogo foi uma goleada por 5 a 2 para o São Paulo. Dos cinco gols marcados, dois foram de penalidade máxima. Uma delas existiu, mas a outra foi um lamentável erro do árbitro. O juiz marcou pênalti e expulsou o goleiro do Bahia de Feira de Santana. O time baiano vinha jogando bem, mas o erro da arbitragem detonou a equipe baiana. Os jogadores ficaram frustrados e cansados.

O resultado do jogo não fez justiça ao time baiano. A arbitragem influenciou na vitória do São Paulo. O tricolor do Morumbi não tem nada a ver com o erro do árbitro. Levou os três pontos para casa e eliminou o jogo de volta (quem faz placar de dois ou mais gols não precisa jogar outra vez).

Essa não foi a primeira vez que o árbitro erra e nem será a última. A televisão continuará a ser o terror dos juízes de futebol. Os erros vão se repetir, mas nada acontecerá com os árbitros que erram e transformam o andamento e o próprio resultado do jogo. Enquanto a comissão de arbitragem da FIFA não alterar algumas regras e optar pela tecnologia para desfazer dúvidas, os erros cometidos pelos árbitros irão se repetir.

Os resultados dos jogos serão alterados por decisões graves. Os clubes arcarão com os prejuízos, os torcedores irão sofrer e a televisão continuará a mostrar os erros que torcem resultados. Alguns especialistas afirmam que tudo faz parte do espetáculo, até os erros da arbitragem. Mas para quem sai prejudicado é um tremendo castigo.

A televisão está aí para mostrar o que acontece em campo. Só que ela, televisão, não julga. Só mostra. E nada adianta, por enquanto. 

Luiz Carlos Fabrini