23 de Outubro de 2019 | 07:28:30

23 de Outubro de 2019 | 07:28:30

26/10/2013 | Especiais / Viagem e Turismo

Novas regiões turísticas prometem atrai mais visitantes ao Paraná

Estado é o primeiro a concluir seu novo mapa de turismo, que garantirá investimentos do Ministério

Novas regiões turísticas prometem atrai mais visitantes ao Paraná

Entre os atrativos turísticos desta região está o Rio das Cinzas, ideal para o turismo náutico
Divulgação

Ampliar foto

O Paraná foi um dos estados que concluiu seu novo mapa de turismo. De acordo com as novas diretrizes do Programa Nacional de Regionalização do Turismo, que priorizam a gestão descentralizada, os investimentos em qualificação profissional e infraestrutura, 27 estados estão em fase de conclusão do processo de reorganização dos municípios turísticos.

Prévia do novo mapa nacional, que trará regiões consagradas pelo turismo e apostas de roteiros que devem estar nos próximos guias de viagem, aponta que já são 3.357 cidades cadastradas e 302 regiões turísticas.

O secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, afirmou que, assim que o novo mapa estiver concluído, o Ministério do Turismo classificará o nível de desenvolvimento, que varia de 1 a 3, de cada uma das regiões turísticas e definirá as necessidades de investimento de cada localidade. “O mapa da regionalização orienta a atuação de políticas e investimentos do MTur pelo país”, mencionou o secretário.

O estado paranaense terá as seguintes novas regiões:

NORTE PIONEIRO
Região composta por doze municípios. Entre os principais atrativos de destaque estão a Represa de Chavantes e o Rio das Cinzas, com potencial para o turismo náutico, de pesca e esportivo, além de passeios de barco, campeonatos de pesca e canoagem.

O setor hoteleiro possui um resort com piscinas de água mineral. O patrimônio cultural está nas edificações religiosas e da Rota do Rosário. Por fim, as características produtivas e naturais da região favorecem o desenvolvimento de atividades de turismo rural e lazer, incluindo antigas fazendas produtoras de café que compõe a Rota do Café.

VALE DO IVAÍ
Dezoito municípios compõem está região, onde se localiza dois importantes santuários religiosos do Estado, um dedicado a Santo Expedito e outro à Santa Rita de Cássia, ambos interligados pelo circuito Rota da Fé. Os recursos naturais e o setor agrícola são os principais pontos do desenvolvimento de atividades vinculadas ao turismo rural, ecoturismo e turismo de aventura, com destaque para as quedas d'água do município de Faxinal.


VALE DO IVAÍ: As quedas d’água de Faxinal são as principais atrações do turismo rural

ROTEIROS DA COMCAM
É composta por 24 municípios, sendo que os principais atrativos turísticos destacam as edificações religiosas, peregrinações da Rota da Fé, a gastronomia com pratos típicos e festividades que promovem o circuito de festas gastronômicas. A região possui duas unidades de conservação: a Estação Ecológica do Cerrado, que preserva remanescentes deste ecossistema e desenvolve atividades de educação ambiental, e o Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo, que além ser refúgio de flora e fauna, possui um rico patrimônio arqueológico com ruínas de uma das 16 comunidades jesuíticas espanholas fundadas nos séculos XVI e XVII.


COMCAM: O Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo é o refúgio da flora e da fauna


CANTUQUIRIGUAÇU: Horto Florestal na Vila de Faxinal do Céu atrai pelas belas paisagens