18 de Agosto de 2019 | 23:22:53

18 de Agosto de 2019 | 23:22:53

27/10/2013 | Especiais / Vitrine

Clínica de Odontologia oferece opções para tratamentos preventivos e corretivos

Dentes tortos podem causar dores de cabeça e nas costas, além de impedir um sorriso bonito

Clínica de Odontologia oferece opções para tratamentos preventivos e corretivos

ORTODONTIA E ESTÉTICA: A equipe COB atende de segunda a sexta-feira, em horário comercial
Tininho Junior

Ampliar foto

Um sorriso bonito é sempre o melhor cartão de visitas. Dentes bem cuidados requerem uma série de medidas, inclusive, preventivas. A odontologia oferece uma gama de tratamentos que além cuidar do sorriso das pessoas, devolve a auto-estima para muitas delas. A ortodontia é a parte da odontologia que cuida de endireitar e corrigir a posição dos dentes e dos ossos maxilares.


Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal. Também causam um estresse adicional aos músculos de mastigação que pode levar a dores de cabeça, síndrome da Articulação Temporomandibular - ATM e dores na região do pescoço, dos ombros e das costas. Além disso, os dentes tortos ou mal posicionados prejudicam a aparência.


A cirurgiã-dentista do Centro de Odontologia de Barretos – COB, Fabrícia Paro de Paz, explicou que muitos tratamentos odontológicos podem ser considerados estéticos e que a estética dental é um dos mais efetivos tratamentos para se melhorar a aparência física, afinal um sorriso bonito, brilhante e saudável pode aumentar a auto-estima e a satisfação das pessoas.


“A estética ortodôntica é muito procurada aqui no COB. Além disso, muitas pessoas procuram por processos de clareamento dentário, facetas de porcelana e resinas em dentes anteriores. Enfim, oferecemos toda essa parte estética para que o cliente, que busca um sorriso perfeito, possa sair daqui satisfeito”, afirmou a dentista.


No caso da ortodontia, a dra. Fabrícia alertou que o tratamento pode ser iniciado ainda na infância.  “Dependendo do problema, a partir de 5 ou 6 anos, nós damos início ao tratamento, que nesse caso, não são estéticos, mas preventivos e funcionais. A partir de 12 anos, já se trata de um cliente que busca a estética para o sorriso, fase em que estão entrando na adolescência”, disse Fabrícia, que ressaltou o fato de não haver uma idade limite para tratamentos ortodônticos.

Leia a matéria completa na edição deste domingo (27) do Jornal O Diário.