23 de Outubro de 2019 | 03:31:30

23 de Outubro de 2019 | 03:31:30

16/03/2012 | Cidade / Geral

Professores fazem manifesto para melhores salários

Manifesto acontece na capital paulista

Professores fazem manifesto para melhores salários

30 a 35% dos professores já aderiram a greve
Divulgação

Ampliar foto

O primeiro dia da greve nacional dos professores em defesa da Lei do Piso Salarial Profissional Nacional, no estado de São Paulo, foi bastante positivo. Na média, em todo o Estado, cerca de 30 a 35% dos professores já aderiram ao movimento.

Nas regiões, os professores realizam mutirões de visitas às escolas. A expectativa é de que o percentual chegue a 80% hoje, quando será realizada assembleia estadual da APEOESP, às 14h00, no Palácio dos Bandeirantes. Esta assembleia analisará o movimento e poderá decidir pela sua continuidade, assim como definir os próximos passos.

A reivindicação central, no estado de São Paulo é a aplicação da jornada do piso e que no mínimo 33% da jornada de trabalho sejam dedicados a atividades extraclasses, tais como elaboração e correção de provas e trabalhos, atualização profissional, formação continuada no próprio local de trabalho e outras.

Outra questão é fim das férias repartidas em dois períodos de 15 dias, em janeiro e julho.