23 de Outubro de 2019 | 02:22:55

23 de Outubro de 2019 | 02:22:55

01/01/2014 | Opinião / Editorial

Ver 2014 com outros olhos

FSDF

2014 começou. O barretense tem muitas oportunidades para fazer um ano novo, aproveitando mudanças, aprimorando projetos e construindo belosrumos.

- Ano em que o carnaval será em março, depois tem copa do mundo a partir do dia 12 de junho,  festa do peão na 21 a 31 de agosto e eleições gerais, com primeiro turno dia 5 e segundo turno dia 26 de outubro - tudo vai passar muito rapidamente.

Otimismo: o governo estadual promete verbas para a Santa Casa e conclusão das obras na Faria Lima e Assis Chateaubriand. A estrada de Volta Grande para Uberaba está pronta. A inauguração do poupatempo. Obras no Recinto Paulo de Lima Correa.
Pessimismo: a cidade corre risco de epidemia de dengue. Apesar de agentes nas ruas e vistoriando terrenos baldios, o calor e a chuva geram condições de avanço do aedes onde a comunidade não zela atenta. A cidade corre o risco ainda de perder a oportunidade de eleger deputado federal e deputado estadual por falta de amadurecimento político das lideranças.

Ora, os cenários podem ser construídos com otimismo ou pessimismo, mas cada barretense tem chance de ser "agente transformador" no caminho da beleza.

- O hotel no Parque do Peão precisa ser concluídas, as obras na Região dos Lagos devem ser completadas e as exportações podem ser retomadas.

Há esperança de que o Touro do Vale tenha boa campanha e deixe definitivamente a última divisão da FPF. O projeto de formação do time adulto de basquete feminino tem consistência. A proposta de formação hípica tem condições de decolar. E a cidade pode finalmente conquistar sua "linha aérea comercial permanente".

Barretos tem a Fundação Pio XII, o centro universitário da FEB, a faculdade de ciências médicas Paulo Prata, o troféu dom José de Mattos Pereira, o diploma Gratidão e Reconhecimento, o prêmio Luiza e Monteiro, o Gente que é Notícia, além da festa do peão de Os Independentes, o 12o.  Motorcycles no Parque do Peão e o retorno da exposição de gado do Sindicato Rural. Belos sinais.

Mais importante que a "alegria obrigatória do reveillon", o barretense tem temporada de exercícios democráticos, de confiança empreendedora e de despertar do bairrismo solidário e fraterno.

O ano novo começou revelando a fragilidade do tempo, mas também a ineliminável chance transformadora.  Cada novo ano renova energia a favor da vida, no que consiste propriamente o dom aplicado ao cotidiano, o uso das virtudes pessoais e a consciência coletiva.

Em 2014, todo barretense está chamado a fazer o "caminho da Beleza".