14 de Outubro de 2019 | 00:33:00

14 de Outubro de 2019 | 00:33:00

30/01/2014 | Opinião / Editorial

A felicidade finalmente para Guarulhos

A transferência de dom Edmilson Amador Caetano era esperada e certa

A nunciatura apostólica fica em Brasília, mas existe um "oceano Atlântico" separando o Palácio do Planalto e o Vaticano. Isto significa que "a política da Santa Sé para o Brasil" é muito diferente "da lógica" petista de governo.

A eleição do novo bispo de Guarulhos retrata "a dinâmica" de Roma, buscando mais os desígnios de Deus e surpreendendo a vontade humana. A transferência de dom Edmilson Amador Caetano era esperada e certa. A grande tese apontava sua eleição para arcebispo de Ribeirão Preto, após a morte de dom Joviano Lima Junior. O papa Francisco elegeu dom Moacir Silva, deixando vaga a diocese de São José dos Campos.

- Muito natural que dom Tomé da Silva - que trabalhou na arquidiocese de São Paulo, fosse o escolhido para Guarulhos, saindo de Rio Preto.

A divulgação do novo bispo de Guarulhos não segue a estratégica de uns e outros, nem os comentários de alguns e as expectativas de vários.  Roma decide sempre sobre a proteção do Espírito Santo.

A diocese paulista de Guarulhos perdeu em junho de 2012 o inesquecível dom Luiz Gonzaga Bergonzini. No início de setembro de 2013, o adeus a Dom Joaquim Justino Carreira. Vítima de câncer, português de nascimento, tinha 63 anos.

Agora, após a tristeza da partida de dois estimados pastores, o papa Francisco deu um grande presente a Guarulhos. O abade cisterciense e bispo de Barretos, dom Edmilson Amador Caetano, foi eleito novo bispo diocesano de Guarulhos.

Paulistano, o novo bispo de Guarulhos nasceu em 20 de abril de 1960, tem 53 anos. Foi ordenado em 82, abade do mosteiro cisterciense de Rio Pardo de 2003 a 2008, foi nomeado bispo de Barretos em janeiro de 2008 e ordenado em 28 de março.

- O lema do novo bispo de Guarulhos é Deus Providenciará.

A diocese de Barretos foi criada em 73 por Paulo VI. Dom José de Mattos Pereira foi o primeiro bispo, falecendo em 76. Dom Antônio Mucciolo, dom Pedro Fré, dom Antônio Gaspar foram os pastores diocesanos.  Antes de completar 6 anos como bispo barretense, o abade cisterciense elevado ao episcopado segue para nova missão na região metropolitana paulista.

- Duas perguntas podem ser levantadas agora: quem vai ser o novo bispo de Barretos e qual o futuro de dom Edmilson Caetano?

O sucessor pode ser uma "extraordinária surpresa", retratando fielmente a "alegria do evangelho".  O papa Francisco certamente vai "eleger" um sucessor sobre a "proteção" de Dom José de Mattos Pereira e dom Antônio Mucciolo, ambos já em companhia de Deus Pai.

Com relação a dom Edmilson Caetano, tudo indica que sua jornada até uma arquidiocese passa por levar "alegria" aos corações feridos pela dor e sofrimento em Guarulhos.