23 de Outubro de 2019 | 07:23:35

23 de Outubro de 2019 | 07:23:35

09/08/2014 | Especiais / Viagem e Turismo

Poços de Caldas encanta turistas pelo clima, culinária e águas termais

Cidade mineira é destino escolhido por muitos barretenses para viagens especiais

Poços de Caldas encanta turistas  pelo clima, culinária e águas termais

Eliana Benedetti esteve em Poços e pretende voltar para conhecer novas atrações
Arquivo Pessoal

Ampliar foto

A fisioterapeuta Eliana Silva Nogueira Benedetti lembra com saudade da viagem que fez a Poços de Caldas, distante cerca de 322 km de Barretos. Ela aproveitou um congresso profissional para conhecer parte o município mineiro, viajando ao lado de familiares. “Poços é uma cidade muito bonita, bem cuidada e tem um clima muito agradável, com sol durante o dia e um friozinho à noite, mas o clima não é seco como em Barretos”, comparou.  “A praça principal tem vários hotéis, com muito verde e jardins bem cuidados”, continuou, lembrando também a organização e limpeza da cidade, com atrações como a feira do artesanato aos domingos e o jogo de xadrez no chão  na praça central. A barretense citou ainda a receptividade da população e o fato dos moradores tratarem os turistas com atenção.  A culinária foi outro ponto destacado por Eliana Benedetti. “A comida é deliciosa, os doces e os queijos também”, contou. A barretense diz que pretende voltar a Poços e conhecer outras atrações da cidade, principalmente as famosas fontes de águas termais usadas para diversas terapias.

O pastor Adriano Rodrigo Camilo é o outro barretense que conheceu a cidade mineira e gostou do que viu. Ele destacou a cachoeira Véu das Noivas como um dos mais belos pontos turísticos de Poços de Caldas.
“É uma viagem de descanso e um dos pontos turísticos que mais gostei de conhecer foi a cachoeira Véu das Noivas, um local que fica a cinco quilômetros do centro da cidade e as pessoas que forem a Poços de Caldas não podem deixar de conhecer”, disse.

“É uma cachoeira formada no ribeirão das Antas, possui três quedas d’água, a maior com 10 metros de altura. Entretanto, na época que eu fui, em junho, é um período mais seco e não foi possível ver totalmente a beleza formada pelas águas, o chamado Véu das Noivas”, completou Adriano.

ATRAÇÕES
Parte considerável das atividades econômicas de Poços gira em torno do turismo, graças à fama de suas fontes de águas hidrominerais e termais usadas em diversas terapias. A produção de doces artesanais e de objetos decorativos em vidro fundido - que lembram os de Murano, na Itália - são outros destaques.
Entre os pontos turísticos principais, estão o  Recanto Japonês (réplica de um jardim japonês, com construções e vegetação típicas); o  Calendário Floral (feito por variadas flores e plantas, placas de cimento e pedrinhas, onde marca a data e a estação do ano); o Parque municipal (com grande área verde e de lazer) e o teleférico (com percurso de 1.500 metros que permite uma linda vista da cidade e da vegetação exuberante da serra).

HISTÓRIA
Desde o século 18, as fontes de águas quentes da região do sul de Minas Gerais já eram conhecidas. As características sulfurosas e a temperatura elevada das águas foram associadas a poderes milagrosos.  No início do século 20, Poços de Caldas passou a ser reconhecida nacionalmente, atraindo turistas e “curistas”, aqueles que procuravam a estância para cura de suas doenças. As Thermas Antonio Carlos foram  inauguradas em 1931 e são muitos visitadas até hoje.


ATRAÇÃO: Casal Adriano Camilo - Nirvana visitou a Cachoeira Véu das Noivas em Poços de Caldas