14 de Outubro de 2019 | 20:13:50

14 de Outubro de 2019 | 20:13:50

03/07/2012 | Cidade / Geral

Promotoria, Polícia e Os Independentes traçam plano de segurança na Festa

O promotor de Justiça Fernando Célio de Brito Nogueira concedeu entrevista exclusiva ao Diário Online e informou sobre o resultado da reunião entre promotoria, Polícia Militar e Os Independentes.

Promotoria, Polícia e Os Independentes traçam plano de segurança na Festa

Promotor de Justiça Fernando Célio de Brito Nogueira em entrevista exclusiva ao Diário Online
Tininho Júnior

Ampliar foto

O Diário: Recentemente uma reunião foi realizada entre Promotoria, Os Independentes e Polícia Militar para traçar plano de segurança na Festa do Peão. O que ficou acertado?

Dr. Fernando: Nós recebemos um ofício da Polícia Militar com cópia de um expediente que também foi enviado ao Clube Os Independentes propondo uma série de medidas que deverão ser adotadas para Festa do Peão de 2012. A Polícia Militar faz o trabalho de segurança no Parque em conjunto com as empresas contratadas pelo Clube. Em razão desse comunicado, convidados a todos para uma reunião conjunta e estamos bastante otimistas com o senso de responsabilidade que o pessoal mostrou em relação a segurança do público. Dentre as medidas está o exercício de simulação de como agir em situação de tumulto em meio ao público que deverá ser agendado, reuniões prévias entre a Polícia Militar e seguranças a serem contratados pelo Clube. É interesse de todos que a Festa continue sendo grandiosa não somente para Barretos como para os turistas que projeta o nome da cidade, mas também uma festa que tenha segurança para todos.

O Diário: Existe alguma outra reunião agendada com a promotoria?

Dr. Fernando: De momento com a Promotoria não. O que ficou estabelecido aqui é que existem algumas situações com Secretaria de Trânsito, Corpo de Bombeiros que demandarão reuniões específicas com o Clube e a Polícia Militar. Esses segmentos além da Polícia Rodoviária também. A intenção é evitar problemas no trânsito no acesso ao Parque do Peão. Dentre as situações ressaltadas pela Polícia está o fato que algumas pessoas chegam já viram a direita na Via das Comitivas e as vezes se assustam com os valores praticados e vigentes no estacionamento. Acabam tentando voltar irregularmente, atrapalham o  trânsito e acabam gerando um certo tumulto. Então, nessas reuniões posteriores esses segmentos vão estudar meios de melhorar essa situação.

O Diário: Fala-se muito da festa no Parque, mas e como fica a questão da Avenida 43?

Dr. Fernando: Em relação à Avenida 43 a Polícia Militar irá manter o mesmo trabalho que vem sendo desenvolvido nos últimos anos. Existe uma liminar concedida pela Justiça da 2ª Vara Cível e que está em vigor desde 2001 e que proíbe a presença de ambulantes, trios elétricos, shows que aconteciam nos postos de gasolina e  uso de churrasqueiras. Pela liminar, não se
pode mais expedir alvará para barracas se instalarem no local. A Polícia Militar permanecerá na avenida porque isso é fundamental para que se controle a reunião de pessoas e aglomeração. Isso garante a segurança de turistas, barretenses, residências, empresas, comércios e vários postos de gasolina. Aquela situação que chegamos a assistir antes de  2001 felizmente não tem se repetido graças ao trabalho da PM como é do desejo da grande maioria da população de Barretos principalmente para quem tem comércio ou mora na avenida 43.

Celulares
O promotor comentou também sobre uma ação civil pública movida contra empresas de telefonia celular e que tinham prazo de 10 dias para regularizar o serviço 190 (Polícia Militar). “De momento chegou ao meu conhecimento que essas empresas estão sendo notificadas por suas diretorias que não estão estabelecidas em Barretos. Segundo ele, normalmente são expedidas cartas precatórias para intimar os representantes legais das empresas, mas que o processo demanda certo tempo. “O que tem de animador nisso é que a liminar está em vigor, não tenho conhecimento que ela tenha sido revogada e essas empresas serão sem dúvida nenhuma intimadas a melhorar o serviço 190 que afinal o consumidor tem direito a um serviço adequado e eficiente”, finalizou.