14 de Outubro de 2019 | 00:34:41

14 de Outubro de 2019 | 00:34:41

12/09/2012 | Esporte / Crônica

Curtas & Rápidas

Por Adelaide Lavanini

*O clássico Sansão (Santos x São Paulo) deu sono. Um zero a zero ficou de bom tamanho para dois times que pareciam estar em campo apenas com o corpo. A alma ficou no centro de treinamento.

*A convocação para Seleção Brasileira tirou de campo os principais jogadores de Santos e São Paulo, o que fomentou o jogo ruim e sem emoção. Essa foi a teoria aplicada e defendida pelos técnicos Muricy Ramalho e Ney Franco.

*Paraolimpíadas de Londres teve feitos inéditos. O Brasil ficou na sétima colocação com 43 medalhas sendo 21 de ouro, 14 de prata e 8 de bronze. Pessoas com deficiência foram eficientes e fizeram a diferença.

*A competição de Londres deve celebrar a superação tanto dos que ganharam quanto dos que perderam. Nos dois casos, os resultados acabam sendo segundo plano.

*Os oito a zero do Brasil para cima da China no amistoso do Recife não convenceu a opinião pública. Foi uma falta de respeito com o torcedor enfrentar um time tão fraco. Se não goleasse ficaria mais complicado para Mano Menezes. Há quem diga que o time da rua joga melhor!

*A Seleção Brasileira de futebol não apresentou ainda o potencial que tem. Na Olimpíada de Londres jogou um verdadeiro balde de água fria no técnico e nos torcedores.  Na verdade foram dois baldes se computarmos os resultados poucos expressivos da Seleção feminina.

*O Palmeiras que vinha de resultados ruins conseguiu piorar sua situação no Campeonato Brasileiro. Está com um pé na degola e outro no sabão.

Adelaide Lavanini é jornalista