17 de Dezembro de 2018 | 15:06:43

17 de Dezembro de 2018 | 15:06:43

21/06/2017 | Cidade / Cidade

Rádio Independente confirma pioneirismo e consolida migração para FM

Sinal AM será desligado em 1º de julho e programação será mantida

Rádio Independente confirma pioneirismo e consolida migração para FM

COMUNICAÇÃO: Rádio Independente passará a ser sintonizada apenas na frequência 93,5 FM
Tininho Júnior

Ampliar foto

A Rádio Independente passa a operar exclusi­vamente na frequência 93,5 FM no próximo dia 1º de julho, efetivando a migração autorizada pelo Ministério das Co­municações. Com isso, a partir desta data, o sinal AM será desligado.

A emissora do Gru­po Monteiro de Barros é pioneira no processo de migração para FM, pro­porcionando mais qua­lidade de som e maior alcance. “Esta é uma situação irreversível e nós de Barretos, de uma certa maneira saímos na frente, confirmando o pioneirismo da Repor­tagem Que Não Para. A migração para FM é uma boa notícia para a cida­de”, explicou o diretor Monteiro Neto, citando o avanço tecnológico com novos equipamentos que possibilitam a ampliação do sinal da emissora.

Monteiro Neto ressal­tou também que a pro­gramação da Rádio In­dependente não sofrerá alterações, mantendo os programas jornalísticos com a marca da Repor­tagem Que Não Para e a conexão com a Bandei­rantes, uma das princi­pais redes de rádio do Brasil. “Além da qua­lidade reconhecida do jornalismo da Rádio In­dependente, temos ago­ra também uma grande qualidade de som para os nossos ouvintes”, ex­plicou.

MIGRAÇÃO
Segundo o Ministério das Comunicações, qua­se 1500 rádios AM, das 1.781 existentes no país, solicitaram a migração para o FM. Na primeira etapa, cerca de mil emis­soras poderão operar na faixa atual de FM, de 88 a 108 MHz. As demais emissoras terão que es­perar concluir o processo de digitalização da TV para liberação da faixa estendida, de 76 até 108 MHz.