19 de Agosto de 2017 | 04:25:09

25/07/2017 | Polícia / Polícia

Polícia Civil investiga sétimo homicídio no ano em Barretos

Homem com passagens pela polícia foi morto a tiros no bairro Pimenta

Polícia Civil investiga sétimo  homicídio no ano em Barretos

O corpo com perfurações provocadas por disparos de arma de fogo foi encontrado na rua Voluntário Umburana próximo a avenida 47
Ronaldo Moura

Ampliar foto

A Polícia Civil através da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e 3º Distrito Policial, investiga mais um caso de homicídio  em Barretos.

Vlademir Camilo Rocha Alves, 39, conhecido como “Fadeco” foi morto a tiros na esquina da avenida 47 com a rua Voluntário Umburana, no bairro Pimenta, por volta de 01h27 de  domingo (23).

Equipes da Polícias Militar e Civil foram ao local  onde encontraram o corpo com oito perfurações provocadas por disparos de arma de fogo na cabeça, braço direito, ombro esquerdo e costas,  a principio não determinados se são ferimentos de entrada e saída.

Uma equipe do SAMU constatou o óbito, e o local foi  preservado pela Polícia Militar através dos policiais  Claudio e Madeira. 

O delegado Edison Winning acompanhou os trabalhos realizados pela equipe da Polícia Técnica.

Em conversa com as pessoas pelo local, não houve nenhuma informação a respeito da autoria do crime.

É importante ressaltar que Vlademir Camilo Rocha Alves, tinha uma extensa ficha criminal, era conhecido pela prática de furtos em residências e estabelecimentos comerciais.

Na manhã do dia 12 desse mês, ele foi detido  durante uma operação da Polícia Civil através da  equipe do 1º Distrito Policial, pois havia um mandado de prisão  e ele também estava sendo investigado em vários casos de furtos.

Em dois deles ele confessou a prática do crime e levou os policiais a recuperar alguns objetos furtados. 

  A  amásia  contou aos policiais, que meia hora antes de ser morto, “Fadeco”  saiu de casa dizendo que iria resolver um “negócio”.

Ela relata desconhecer desentendimentos anteriores envolvendo o amásio. Um celular e algumas chaves encontradas com ele, que não foram reconhecidas como sendo do imóvel residencial foram apreendidas.


Barretos vive onda de homicídios desde o início de junho

A polícia barretense registrou sete casos de homicídio neste ano, sendo cinco somente em menos de 60 dias, aumentando o clima de insegurança no município.


No dia 30 de janeiro, Jeane Carla Andrade Souza foi morta a golpes de faca no bairro Pimenta.

 No dia 17 de março, o pedreiro César Domingos Barbosa foi morto com um tiro de revólver no tórax. 

Em 2 de junho, Manildo Marques Pesci, conhecido como "Maneco" foi encontrado morto com um tiro no bairro Rios. 

No dia 11 de junho, o ajudante geral Paulo César Pereira Veloso foi encontrado morto  em sua casa no bairro Nogueira, após ter sido agredido a pauladas nos "predinhos".

 No em 7 de julho, Bruno Daniel Petrinca Greco Stuart  foi assassinado a golpes de faca, no bairro Jardim Califórnia. 

No dia 11 de julho, Maria Cristina Vieira de Souza morreu  após ser atingida por dois  tiros no bairro Sumaré.

E no dia 23 de julho  Vlademir Camilo Rocha Alves, foi morto a tiros na rua Voluntário Umburana com a avenida 47, no bairro Pimenta.