17 de Novembro de 2017 | 19:11:01

11/11/2017 | Especiais / Viagem e Turismo

Barretenses recomendam turismo por Santiago e vinícolas tradicionais

Cinthia e Nícolas também passaram dias pelo Deserto do Atacama

Barretenses recomendam turismo por Santiago e vinícolas tradicionais

DEGUSTAÇÃO: Cinthia e Nícolas passaram pela vinícola Concha y Toro
Arquivo pessoal

Ampliar foto

O casal barretense Cinthia Francisco Alves e  Nícolas Martins Daushas recomenda turismo em vinícolas de Santiago, no Chile. Eles visitaram o país recentemente e conheceram as duas maiores unidades da região metropolitana: a "Concha y Toro" e a "Cousiño Macul". “Fizemos um tour de degustação de vinho e cada uma tem seu encanto e sua história”, disse Cinthia.  Na região de Casablanca, conheceram as vinícolas de “Veramonte”, “Emiliana” (que fornece vinhos orgânicos), e a Casa Del Bosque.

“Vistamos também nessa estrada um mercado de vinhos chamado "Rio Tinto", vale a pena entrar, conversar com um dos vendedores que são enólogos, pois eles irão de mostrar opções de vinhos magníficos que não são vendidos no Brasil e têm preços super em conta”, informou a barretense. “Na volta para o Brasil pode vir na bagagem de mão 8 garrafas de vinho por passageiro, compre seus vinhos no supermercado é bem mais barato que nas vinícolas”, alertou.



PAISAGEM: Cerro San Cristobal tem vista belíssima e encanta turistas

Seguindo a viagem, Cinthia e Nícolas passaram pela  Viña Del Mar e Valparaíso e deram uma pausa para foto no “Relógio de Flores” e “Cerro Alegre”. No Centro Histórico de Santiago, o casal passou pelo Palácio da Moeda,  Plaza de Armas, Mercado Central, Biblioteca Nacional, Pátio Bellavista e  Cerro San Cristobal.

“Chegamos ao Sky Costanera, o mirante mais alto da América Latina que fica dentro de um shopping, vale a pena comprar o ticket das 19h00 para ver a cidade de dia”, comentou. Segundo Cinthia, uma dica importante é trocar os pesos chilenos no Chile,trocando no Brasil somente o dinheiro do táxi ou transfer para uma alimentação simples. Outra dica é alugar um carro para os passeios.

“Foi o que fizemos, todos os nossos passeios por conta própria. Porém para ir ao Centro Histórico de Santiago utilizamos o metrô”, acrescentou. O casal barretense aproveitou a estadia para visitar o Deserto de Atacama e contemplaram a Laguna de Cejar, Salar de Tara, Tour Astronômico (noturno), Travessia ao Salar de Uyuni (duração de mais ou menos três dias) e Trekking nos Vulcões Lascar e Licancabur. “Acredito que qualquer pessoa pode ir ao Atacama, sem restrições, lembrando que as ruas são todas de chão tendo asfalto somente na rodovia e é indispensável levar roupas para frio e calor”, finalizou Cinthia.