13 de Dezembro de 2018 | 05:17:34

30/05/2018 | Polícia / Polícia

Estelionatários aplicam golpe da falsa carta de crédito em Barretos

Duas mulheres foram lesadas e o prejuízo total é mais de R$ 32 mil

Estelionatários aplicam golpe da falsa carta de crédito em Barretos

Os dois casos foram registrados na terça-feira no 1º Distrito Policial
Luis Nascimento

Ampliar foto

A Polícia Civil através do 1º Distrito Policial deve investigar dois casos de estelionatos, tendo como vítimas duas mulheres.

Elas foram enganadas e perderam dinheiro acreditando que tinham conseguido aprovação de carta de crédito para aquisição de imóveis.

Uma técnica de enfermagem de 54 anos,  informou que se interessou pela compra de uma casa anunciada no Facebook.

Ela entrou em contato com uma pessoa que se apresentou como “Ana” suposta  vendedora de um consórcio residente em Marília – SP.

A vítima disse que a estelionatária pediu que enviasse CIC e RG para aprovação do cadastro.

Logo em seguida “Ana” ainda por telefone disse que a carta de crédito no valor de até R$ 360 mil tinha sido aprovada para a aquisição do imóvel e estava a disposição.

A técnica em enfermagem encontrou uma casa no valor de R$ 200 mil. “Ana” e um sujeito de  nome   “André” vieram à Barretos, na casa da vítima, onde fizeram dois contratos e retornaram para Marília com a documentação sem deixar qualquer papel.

Logo depois, disseram que a técnica em enfermagem teria que realizar dois depósitos um de R$ 18.596, 50 e outro de R$ 2.065,00.

Os depósitos foram feitos, e os contratos levados foram devolvidos pelo Correio.

Toda a documentação da casa, foi enviada pela vítima e foi agendado o comparecimento de um engenheiro para uma vistoria no imóvel no dia 14 deste mês.

O  engenheiro não apareceu e a partir daí os estelionatários passaram a darem respostas evasivas, marcavam novas datas, porém, em nenhuma delas houve o comparecimento do  engenheiro.

“Ana” não atendeu mais as ligações da vítima, que passou a ser atendida por uma outra mulher que se apresentou pelo nome de “Helen”, a qual continuava prometendo a vinda do engenheiro que não ocorreu.

Logo depois, passaram a chegar as parcelas do financiamento no valor  de R$ 1.351,00 cada  sendo que o combinado  eram  300 pagamentos de R$ 815,00.

A outra vítima da quadrilha, é uma mulher de 62 anos  também moradora em Barretos.

Ela contou que se interessou pela compra de uma casa e que a corretora teria entrado em contato com  “Ana” moradora em Marília, que se apresentou como vendedora de consórcio.

A estelionatária pediu o envio do RG e CIC e logo depois por telefone confirmou que o cadastro foi aprovado, e que a vítima tinha a disposição uma carta de crédito para aquisição de um imóvel no valor de R$ 270 mil. 

A mulher encontrou uma casa no valor de R$ 100 mil. “Ana” e  “André” vieram a Barretos e num escritório de advocacia fizeram um contrato e retornaram para Marília sem a documentação.

Logo depois,  a vítima foi orientada e fez um depósito no valor de R$ 12 mil.

A corretora enviou a documentação da casa para Marília e foi agendado para o dia 18 de maio  o comparecimento de um engenheiro para vistoriar o imóvel.

O suposto engenheiro não apareceu, mudaram a data da vistoria para o dia 23 e mesmo assim a vistoria não ocorreu.

A partir dai os estelionatários passaram a inventar desculpas evasivas, l “Ana” deixou de atender a vítima, passando para uma outra pessoa que se apresentou pelo nome de “Pamela”.

Consta que ainda em maio passaram a chegar as parcelas do financiamento com boletos no valor de R$ 1.788,22  quando o combinado seria 240 parcelas de R$ 509,00.

Como não receberam o valor  das cartas de crédito e não apareceu o engenheiro as vítimas descobriram que tinham caído em um golpe.