24 de Junho de 2018 | 15:22:45

05/06/2018 | Polícia / Polícia

Mulher é morta a tiros pelo amásio em Colina

Vítima foi atingida por seis disparos de arma de calibre 38

Mulher é morta a tiros pelo amásio em Colina

O caso registrado pelo Plantão Policial em Barretos foi encaminhado a Delegacia de Polícia de Colina
Luis Nascimento

Ampliar foto

Uma mulher de 34 anos foi morta a tiros pelo amásio de 49 anos em casa, na Vila Hípica  em Colina, às 21h34 de domingo. A Polícia Militar através dos policiais Uilis e Evangelista foi acionada para atendimento da ocorrência na alameda E, onde a vítima havia sido socorrida por um vizinho ao hospital, porém, não resistiu aos ferimentos. Os policiais apuraram que ela há oito anos, convivia maritalmente com o autor, não tendo filhos deste relacionamento. No entanto, a vítima  possuía  um casal de filhos  de um relacionamento anterior, os quais moravam na mesma casa e juntamente com um sobrinho, presenciaram o crime. O imóvel é um sobrado, e a discussão do casal ocorreu na parte superior.

Os motivos seriam  financeiros e ciúmes, pois o indiciado foi casado anteriormente em Guariba e tinha negócios com a ex-esposa, situação que a vítima não aceitava. Durante a discussão, ele de posse provavelmente de um revólver de calibre 38,  ameaçou a mulher  de morte. Diante das ameaças, a vítima  pediu que os filhos acionassem a Polícia Militar, e ao tentar sair  no portão da garagem que dá acesso à rua,  acabou alvejada por seis disparos de arma de fogo. Ela foi atingida por quatro  tiros na  região do tórax,  um  no pescoço e o outro no  antebraço direito. O indiciado antes de fugir levando a arma do crime, atirou em direção ao enteado de 18 anos, não chegando a atingi-lo. 

Os policiais militares durante uma busca na residência, encontraram em cima da cama, uma pistola de calibre 380  com capacidade para 16 tiros,  municiada com 15 cartuchos intactos no carregador e com a numeração suprimida. O filho da vítima contou que a arma pertence ao autor. A equipe também apreendeu outras 18 munições de calibre 380 da marca CBC. O delegado Fernando César Galletti esteve no local e encontrou na garagem, mais cinco projéteis deflagrados no chão e manchas de sangue. O caso foi apresentado ao Plantão Policial em Barretos e registrado como feminicídio. A delegada Denise Vichiato Polizelli da Delegacia de Polícia de Colina, confirmou na segunda – feira, que instaurou o inquérito policial.