21 de Novembro de 2018 | 16:33:45

11/07/2018 | Cidade / Cidade

Campanha da Tereos visa conscientização e prevenção aos incêndios

A comunicação tem foco no entorno das sete unidades da Tereos

Campanha da Tereos visa conscientização e prevenção aos incêndios


Divulgação

Ampliar foto

A Tereos Açúcar & Energia Brasil inicia campanha publicitária de prevenção e combate a incêndios para conscientizar sobre os riscos do fogo no campo para o meio ambiente e à saúde. A comunicação tem foco no entorno das sete unidades da Tereos, localizadas nas cidades de Colina, Guaíra, Guaraci, Olímpia, Pitangueiras, Severínia e Tanabi.

Com o tema “Incêndios - Sua ação pode mudar esse cenário”-, a campanha também visa engajar a população a adotar simples atitudes que podem contribuir significativamente para a redução de focos de incêndio como, por exemplo, não jogar bituca de cigarro nas estradas, não queimar lixo e, inclusive, comunicar a Tereos ou o Corpo de Bombeiros caso identifiquem incêndio.

FOCOS
Segundo a empresa, entre abril e maio deste ano, a região noroeste do estado de São Paulo, registrou três vezes mais focos de incêndio do que no ano passado. Esse cenário é ainda pior considerando que, desde o início da safra em abril, o volume de chuvas, de 42 milímetros, foi aproximadamente 82% inferior ao mesmo período de 2017 e 76% inferior à média histórica do período.

Antes do lançamento da campanha publicitária, a Tereos deu início à divulgação do pioneiro sistema de monitoramento de incêndios via satélite, adotado pela empresa para melhorar ainda mais a agilidade no combate de incêndios. O sistema, desenvolvido pela empresa GMG Ambiental, vem a se somar aos esforços já realizados pela companhia para agilizar o combate – em alguns casos - já foi possível detectar um foco em 11 minutos. Com a resposta mais ágil por parte das equipes de combate ao fogo, a Tereos já conseguiu diminuir em 40% a extensão das áreas queimadas.

PROTOLOCO
Vale ressaltar que, desde 2007, a Tereos é signatária do Protocolo Agroambiental, que estimula o desenvolvimento sustentável da produção e da indústria da cana no estado de São Paulo. Já em 2014, a empresa aboliu a prática da queima da palha de cana-de-açúcar durante a pré-colheita, que hoje é totalmente mecanizada.