19 de Novembro de 2018 | 08:08:33

14/09/2018 | Polícia / Polícia

Polícias Civil e Militar realizam operação e prendem 20 pessoas na região

Ação conjunta visou cumprir aproximadamente 60 mandados de prisão

Polícias Civil e Militar realizam operação e prendem 20 pessoas na região

POLÍCIA: Delegado Rafael Faria Domingos, Seccional Edson João Guilhem e Capitão Flavio Mira D’Arbo, durante entrevista de divulgação do resultados
Luis Nascimento

Ampliar foto

As Polícias Civil e Militar deflagraram uma operação conjunta na quinta–feira (13), visando cumprir aproximadamente 60 mandados de prisão, nos 11 municípios da área da Seccional de Barretos. O trabalho que teve início às 6 horas,  contou com a participação de 80 policiais e culminou com a prisão de 20 pessoas, sendo que  somente no  município de Barretos foram 3 prisões criminais e 8 cíveis.  O delegado seccional Edson João Guilhem considerou o resultado da operação positivo. 

“Na região de Barretos foram presas 20 pessoas, 11 são prisões cíveis (pensão alimentícia), 6 criminais, dois  adolescentes e ainda houve uma prisão em flagrante por receptação e apreensão de drogas. É um resultado positivo, porque 20 pessoas colocadas no interior da cadeia, que tem capacidade para 30 presos, percebe-se que a nossa rotina saiu do normal. Agora serão feitas as tratativas com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) para a transferência desses presos. Os que estão em regime aberto, serão apresentados ao Poder Judiciário para audiência de advertência. Os que pagarem suas respectivas pensões, o Judiciário com certeza expedirá o alvará de soltura.  E os que não cumprirem os requisitos legais, aguardarão presos em Colina, ou transferidos para as penitenciárias” , concluiu.

O Capitão Flavio Mira D'Arbo, coordenador operacional interino do 33º BPMI, ressaltou que o cumprimento de mandados de prisão é uma atividade que está implícita no trabalho da polícia.  “Toda vez que a polícia aborda uma pessoa na rua, são checados os antecedentes e se constado nos bancos de dados que ela se encontra em situação de mandado em aberto, é dado cumprimento imediato. Então esse trabalho  não só foi realizado hoje, como é realizado todos os dias. O importante que hoje nós fizemos uma concentração maior,  até para impulsionar o cumprimento de alguns que se tornavam viáveis  nessa oportunidade, mas que  diuturnamente a gente trabalha para cumprir os demais que não foram possíveis na data de hoje”, disse.