22 de Setembro de 2018 | 16:04:19

16/09/2018 | Esporte / Crônica do Esporte

Erros de arbitragem no futebol

Por Luis Nascimento

O Palmeiras perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0 em casa, na  primeira partida das semifinais da Copa do Brasil. Os palmeirenses saíram reclamando e muito do árbitro Wagner Reway, alegando que ele errou quando, já nos acréscimos, marcou falta de Edu Dracena em cima do goleiro Fábio, na jogada que culminaria no gol de Antônio Carlos. A partida contou o árbitro de vídeo (VAR) e Wagner apitou a falta antes mesmo da conclusão da jogada que impediu o uso. A diretoria do Palmeiras enviará um relatório para a CBF a respeito dos erros da arbitragem de Wagner Reway. No relatório com todas as reclamações, o Palmeiras pede que Reway não seja mais escalado nos próximos jogos. O fato é que reclamações em relação a arbitragem com ou sem o VAR sempre vão existir no futebol. Os arquivos estão na história do nosso futebol e à disposição para quem quiser ver.

Quem não se lembra de semifinal paulista de 1998 entre Corinthians e Portuguesa, que se tornou um clássico do quanto uma péssima atuação de uma equipe de árbitros pode mudar o resultado de uma partida. O Corinthians por ter feito a melhor campanha jogava por dois empates para chegar a final.  Na primeira partida o resultado foi de 1 a 1, porém, no segundo jogo a atuação do árbitro argentino  Javier Castrilli foi desastrosa e marcou dois pênaltis a favor do Corinthians, um deles aos 44 minutos do segundo tempo, quando a Portuguesa vencia ao jogo por 2 a 1. Marcelinho Carioca cruzou a bola área, ela bateu no peito zagueiro César da Portuguesa. Castrilli marcou o pênalti alegando que o zagueiro tinha batido a mão na bola. Rincón cobrou e fez empatando a partida e colocando o Corinthians na final. Erros de arbitragem infelizmente sempre vão existir.

Na minha opinião a arbitragem brasileira tem que passar por uma reciclagem, precisa haver um bom senso das pessoas que comandam o futebol no Brasil. E que o VAR seja realmente utilizado nos campeonatos para tentar, pelo menos, diminuir os erros que possam mudar o resultado da partidas.