15 de Outubro de 2018 | 12:15:27

23/09/2018 | Cidade / Diocese

Diocese de Barretos é representada na Assembleia Regional de Catequese do Regional Sul 1 em Jundiaí

A diocese foi representada por Aparecida Fortunato,de Guaíra, e Maria José Salles e Camila Salles de Souza, de Barretos

Diocese de Barretos é representada na Assembleia Regional de Catequese do Regional Sul 1 em Jundiaí

Aparecida, Maria José e Camila com Joel Gracioso, um dos assessores
Divulgação

Ampliar foto

Três catequistas da Diocese de Barretos participaram da Assembleia Regional de Catequese do Regional Sul 1, organizada pela Comissão Pastoral para Animação Bíblico- Catequética, no Convento das Irmãs Agostinianas em Jundiaí, de 14 a 16 de setembro. O tema do evento foi” Cristãos, leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do reino”. 

No total, 120 catequistas das oito sub-regiões pastoraisdo Estado de São Paulo participaram da assembleia que teve assessoria dos professores e doutores, Joel Gracioso, pós-graduado em filosofia e teologia, e Érico Fumero, da diocese de São José do Rio Preto.

A diocese foi representada por Aparecida Fortunato,de Guaíra, e Maria José Salles e Camila Salles de Souza, de Barretos.

O objetivo da assembleia foi analisar a caminhada catequética por sub-regiões e promover formação aos participantes sobre o Documento 105 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), o “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade”, em comunhão com toda a Igreja do Brasil que vive o Ano Nacional do Laicato.

Segundo o padre Marcelo Machado, coordenador do Regional, na ocasião os catequistas encontraram um ambiente de convivência fraterna, onde puderam partilhar seus trabalhos e juntos rezarem. “O encontro foi uma oportunidade de retomar o tema do laicato na Igreja. ainda mais com os catequistas porque são um grupo volumoso de leigos e leigas nas nossas comunidades”, disse.

Ainda de acordo com ele, “o desafio, sem dúvida, é conscientizar a Igreja da importância de reconhecer os leigos e leigas como sujeitos eclesiais da evangelização. Um tema muito querido no último Concilio Ecumênico e que sem dúvida, fortalece a comunidade nos seus diferentes carismas e ministérios”, finalizou padre Marcelo.