16 de Julho de 2019 | 05:27:52

16 de Julho de 2019 | 05:27:52

23/10/2018 | Política / Política

Empresa coreana propõe usina de energia renovável em Barretos

Grupo KSB pretende investir mínimo de US$ 400 milhões com foco no emprego e renda

Empresa coreana propõe usina de energia renovável em Barretos

INVESTIMENTOS: Grupo coreano participou de reunião na prefeitura para apresentação da proposta
Tininho Júnior

Ampliar foto

A empresa coreana KSB (Korea System Business) propõe a instalação de usina de energia renovável e fábrica de lâmpadas LED em Barretos. O grupo  pretende investir inicialmente US$ 400 milhões na área do antigo aterro sanitário, às margens da rodovia Assis Chateaubriand. O investidor  Jong Bok Park, presidente da KSB, visitou Barretos com engenheiros para oficializar a proposta e foi recebido pelo prefeito Guilherme Ávila, vice Vagner Chiapetti e o deputado Sebastião Santos (PRB). “Estamos no Brasil mais de 10 anos fazendo projetos para instalar usinas de energia fotovoltaica e Barretos é um dos locais escolhidos”,disse.

A princípio 17 cidades estavam no radar, mas agora somente 10 mostraram o potencial para os investimentos. “A partir de junho de 2019  pretendemos iniciar a instalação da fábrica e usina”, ponderou. A previsão é de dois anos para conclusão gerando, a princípio, 600 empregos diretos. Embora a tecnologia seja coreana, mão de obra e montagem, serão de profissionais brasileiros capacitados nas empresas da Coréia. “Queremos que Barretos se torne um polo de tecnologia para que todos procurem pela cidade para ensino, pesquisa e capacitação”, disse.  “Estamos preparados, mas o Brasil precisa ter a cabeça aberta para essas inovações”, concluiu.

OPORTUNIDADE: O prefeito Guilherme Ávila considera uma possibilidade real a instalação da empresa coreana. Ele pondera que os benefícios serão colhidos também nas administrações futuras. Além da cessão, a prefeitura se comprometeu a viabilizar estrutura, apoio, logística e obras de infraestrutura. O prefeito alertou que o foco é a geração de emprego e renda, já que a redução do custo da energia não chegará à casa do consumidor.  “Esses custos não se transferem para o morador, porque tem a questão do marco regulatório feito pela Aneel. A instalação de lâmpadas LED reduzirá o custo da energia em prédios públicos e teremos também geração de ICMS”, comentou.

O vice-prefeito Vagner Chiapetti disse que a administração facilitará as licenças necessárias e reiterou a importância do investimento. “É um presente para Barretos, esperamos avançar nas negociações porque é um sopro de progresso para nossa cidade”, considerou. O deputado estadual Sebastião Santos (PRB) intermediou a vinda dos coreanos e entrada no estado de São Paulo. “Na comissão de atividades econômicas conheci a KSB e estamos muito felizes porque trarão para Barretos e região, o que existe de melhor em tecnologia para sermos referência”, finalizou.