19 de Dezembro de 2018 | 07:49:33

19 de Dezembro de 2018 | 07:49:33

08/12/2018 | Esporte / Crônica

Jejum que incomoda

Por Rodrigo Pessoa

O São Paulo completou 10 anos sem títulos nacio­nais. Se a década passada foi uma das mais vitorio­sas da história são-paulina, os anos que se sucede­ram marcaram um período de seca, intrigas políticas e frustrações. No atual período, o time do Morumbi conquistou uma Copa Sul-Americana, em 2012. O momento do clube não indica que as coisas serão diferentes, pelo menos num futuro próximo. Não dá para ver planejamento no São Paulo. No início de 2018, foram investidos quase R$ 50 milhões na con­tratação de jogadores que não resolveram o proble­ma do clube. A má gestão, aliada à má fase que já dura alguns anos, fazem com que os jogadores dei­xem de ter interesse em jogar no São Paulo.

Os últi­mos anos – com exceção a 2018 – foram marcados por briga contra o rebaixamento. O técnico Muricy Ramalho, que comandou o Tricolor em sua última série vitoriosa (no tricampeonato brasileiro 2006, 2007 e 2008), que ainda retornou em 2013, declarou que o clube “parou no tempo”. Não pode entrar ano e sair ano, mandar quase todo mundo embora e re­começar o trabalho do zero. Tem que haver esforços da diretoria para que seja montado um elenco capaz de suportar o calendário inteiro. E um técnico que consiga ao menos terminar uma temporada inteira. Sabe-se que a torcida tricolor apoia o time sempre que necessário. Falta que diretoria, comissão técnica e diretores façam sua parte.

Rodrigo Pessoa é jornalista