18 de Abril de 2019 | 12:34:49

18 de Abril de 2019 | 12:34:49

19/03/2019 | Política / Política

Deputada diz que acordo entre partidos evitou “deboche” na Assembleia

União entre PSDB e PT inviabilizou Janaína Paschoal na presidência

Deputada diz que acordo entre partidos evitou “deboche” na Assembleia

PRESENÇA: Deputada estadual Márcia Lia visitou o Grupo Monteiro de Barros e manteve agenda no Instituto Federal em Barretos
Tininho Júnior

Ampliar foto

A deputada estadual Márcia Lia revelou acor­do entre PSDB e PT para reeleger o tucano Cauê Macris na presidência da Assembleia Paulista. A petista afirmou que a união seria a única forma de derrotar as pretensões do PSL que lançou Ja­naína Paschoal na pre­sidência. “Evitamos que o parlamento paulista fosse espaço de deboche, fizemos o acordo onde respeitamos o retorno do Cauê Macris e o PT ocupa a 1ª secretaria com o de­putado Ênio Tatto”, expli­cou. “Quando nos demos conta da dificuldade que teríamos para administrar o parlamento paulista, percebemos que tínhamos que dialogar para fazer uma oposição com quali­dade, dignidade e respeito e não no enfrentamento físico”, acrescentou. A deputada ponderou que vários eleitos pelo par­tido de Jair Bolsonaro “pegaram carona” nos 2 milhões de votos de Janaína Paschoal.

“Boa parte não teve nem 15 mil votos e não repre­senta de fato a região ou o espaço que ocupa e o PSL já demonstrou a que veio”, afirmou. A petista enfatizou que os novatos do partido de Bolsonaro estarão sujeitos à Co­missão de Ética e mesa administrativa. “Vão dar um pouco de trabalho, mas tudo que for contra o decoro parlamentar terá punição e se necessário afastamento do cargo”, explicou. Segundo a de­putada, o acordo com o rival político não impede a oposição na Assem­bleia. “Continuaremos a defender o que é bom para São Paulo, o que não for bom faremos oposição com muita consciência, tranquilidade e entrando no Ministério Público se for necessário”, afirmou.

REELEIÇÃO: Márcia Lia classifica o processo elei­toral de 2018 como um tsunami motivado pelas fake news. “Fomos pegos de surpresa com uma série de situações, das notícias falsas nas redes sociais e investimentos de grandes empresários para eleger deputados e o Bolsonaro”, destacou. Ela lamentou o fato de deputados com história no parlamento paulista não conseguirem retornar. “Minha reeleição mostra a importância da estrutura nas cidades e representantes”, lembrou. Márcia Lia teve voto em 528 cidades e, dos cinco deputados da região de Araraquara, foi a única reeleita.

PRIORIDADES: A de­putada do PT visitou em Barretos o campus do Instituto Federal. O pedido foi de aporte de recursos para manter a estrutura da instituição e fortalecimento de cur­sos. Além da educação, a deputada prioriza em seu mandato a defesa dos direitos humanos, mu­dança do IAMSPE para autarquia, aportes para Santas Casas e entidades assistenciais.