20 de Abril de 2019 | 16:13:44

20 de Abril de 2019 | 16:13:44

20/03/2019 | Política / Política

Portaria afasta servidores efetivos por tempo indeterminado

Medida surpreende funcionários que registram ocorrência não criminal alegando desconhecimento da determinação

Portaria afasta servidores efetivos por tempo indeterminado

AFASTAMENTO: Portaria afasta servidores por tempo indeterminado
Tininho Junior

Ampliar foto

O prefeito Guilherme Ávila determinou o afastamento por tem­po indeterminado dos mais de 100 servido­res municipais que estariam envolvidos no desvio de R$ 11 milhões da folha de pagamento. A medida, que consta na porta­ria 25.657, publicada ontem na imprensa oficial, pegou de sur­presa os funcionários que deveriam retornar às suas atividades na própria terça-feira, após o afastamento preventivo por 60 dias determinado no dia 18 de janeiro.

A portaria estabelece o afasta­mento dos servidores dos seus respectivos cargos de provimento efetivo “até o encer­ramento de todos os trabalhos de instrução processual a serem re­alizados pelas comis­sões” que investigam o desvio de recursos. A portaria esclarece ainda que durante o período de afastamen­to “ficam suspensas a concessão e pagamen­to de gratificações e vantagens eventual­mente recebidas em razão do exercício do cargo ou função, per­cebendo, tão somente o vencimento base do cargo com os acrésci­mos relacionados aos adicionais por tempo de serviço, além de adicionais legalmente incorporados”.

POLÍCIA: Os servi­dores que se dirigiram às repartições para retomar o trabalho foram surpreendidos na manhã de ontem com a informação de deveriam permanecer afastados por força da portaria. Um grupo de cerca de 20 servidores dirigiu-se então ao prédio da Delegacia Seccional, na rua 12 com a avenida 17, com a intenção de registrar ocorrência não criminal alegan­do desconhecimento da medida.