23 de Setembro de 2019 | 17:15:30

23 de Setembro de 2019 | 17:15:30

10/08/2019 | Opinião / Editorial

Queda no preço da cesta básica

A agência barretense busca informações nos 5 principais supermercados da cidade

O valor médio geral da cesta básica barretense foi de R$ 91,34 em junho para R$ 97,83 em julho, saltando 7,10% na variação mensal. Agora, a pesquisa do Procon para o início de agosto apontou queda nos preços dos produtos, com recuo para R$ 95,43. A variação da lista ficou entre R$ 91,57 no mínimo e R$ 100,35 no máximo.

A agência barretense busca informações nos 5 principais supermercados da cidade. São 23 produtos, incluindo arroz, feijão, pacote de macarrão e papel higiênico. O trabalho envolve marca e preço, menor e maior custo, com a variação percentual.

Um bom exemplo da diferença praticada pode ser mostrado com 900 ml de óleo de soja. Cinco estabelecimentos verificados, 4 marcas diferentes, preços variando. O custo do mesmo produto atinge R$ 2,79 num e R$ 2,99 em outros. Outras marcas têm preços entre R$ 2,58 e R$ 3,49. O óleo de soja mostra ainda o ponto de queda e de alta. O produto no mês passado era encontrado em R$ 2,75 no menor preço. Agora, em agosto, pode ser achado em R$ 2,58. O maior preço – entretanto – subiu de R$ 3,29 em julho para R$ 3,49 em agosto.

Mesmo que se possa observar diferenças de centavos, quando o BC reduz os juros e a inflação sinaliza baixa, toda variação percentual tem impactos e afeta o bolso do consumidor.

O molho de tomate foi o produto da cesta básica com maior margem de diferença, atingindo 165% devido a marca e lugar.  Foi encontrado entre R$ 0,75 e R$ 1,99.  O pacote de 1 kg variou 131%, entre R$ 1,29 e R$2,98.
Como a coleta é feita entre 2 e 5 de agosto, pode ter influência na segunda quinzena do mês com a Festa do Peão. O consumidor tem todo direito de pesquisar.