22 de Setembro de 2019 | 09:28:03

22 de Setembro de 2019 | 09:28:03

15/08/2019 | Opinião / Crônica do Dia

Bispos e sobrinhos

Por Luiz Antonio Monteiro de Barros

Antes de ser o segundo bispo de Barretos, o padre Antônio Mucciolo era cura da catedral de Sorocaba.  Como tinha irmãos e irmãs,  estava sempre cercados por sobrinhos. Hábil na arte da pedagogia, apaixonado por história, sensível nos relacionamentos humanos, criou uma "associação dos sobrinhos", com diretoria, estatuto e normas.

Uma das atividades do vigário com a garotada era passeios culturais, por sítios e reservas naturais. Dia 15 de agosto de 1977, dom Carmine Rocco presidiu sua ordenação episcopal. Há 42 anos. Chegou em Barretos em setembro, criou a Cidade de Maria e lançou a missa sertaneja da Festa do Peão em 1985.  Em 30 de maio de 1989 foi nomeado arcebispo de Botucatu.

Em dezembro de 1993 criou o Inbrac e em 20 de junho de 1995 lançou a Rede Vida de Televisão com Monteiro Filho.  Renunciou por idade em junho de 2000. Dom Antônio Mucciolo faleceu em 29 de setembro de 2012 com 89 anos. Um legado de fé, esperança e amor.