23 de Setembro de 2019 | 10:57:19

23 de Setembro de 2019 | 10:57:19

20/08/2019 | Opinião / Crônica do Dia

Coragem para a paz!

Por Luiz Antonio Monteiro

O papa Francisco foi a Belém em maio de 2014 para encontro com lideranças palestinas. A saudação inicial foi de gratidão a Deus por estar na cidade, "onde nasceu Jesus, o príncipe da paz".  O santo padre lembrou que o Médio Oriente vive as consequências dramáticas do prolongamento de um conflito que produziu tantas feridas difíceis de curar. Mesmo quando a violência não se alastra, a incerteza da situação e a falta de entendimento entre as partes produzem insegurança, negação de direitos, isolamento e saída de comunidades inteiras. Há divisões, carências e sofrimentos de todo o tipo.

Hoje, Barretos retoma tradição iniciada em 85, para celebrar a missa sertaneja na Festa do Peão. Assim como Belém é o berço cristão, Barretos é o berço do rodeio. A fé é um dom do Espírito Santo. O rodeio é um dom humano, não é religião, não é dogma, nem doutrina. Mas assim como se faz peregrinação a Terra Santa, orar no Chão Preto é gesto de romaria ao interior.   Rezar em Belém ou em Barretos será ato de humildade, gratidão e conversão. Gesto de coragem para a paz!