20 de Outubro de 2019 | 06:38:55

20 de Outubro de 2019 | 06:38:55

06/09/2019 | Opinião / Crônica do Dia

Pauta missionária

Por Luiz Antonio Monteiro

Superior dos Combonianos, padre Dario Bossi, visitou a sede da Rede Vida em São Paulo. O sacerdote foi confirmar outubro como mês missionário extraordinário e o sínodo da Amazônia no Vaticano. O comboniano divulgou o livro de Rafael Vigolo sobre o padre Ezequiel Ramin, testemunha de um amor sem limites. A biografia e escritos do “mártir da região norte” relatam o “grave conflito de terras na Fazenda Catuva”.

“Se a minha vida lhe pertence, também lhe pertence minha morte”, escreveu o sacerdote, pouco antes de ser assassinado numa emboscada em julho de 85. A congregação realiza trabalho pela beatificação do padre Ezequiel Ramin, enfatizando que “só com justiça a terra será lugar de vida e haverá paz para todos”.

Padre Dario Bossi aproveitou a visita ao Canal da Família para observar que “o sínodo é oportuno e necessário”. O sacerdote explicou que “sínodo não é reunião parlamentar”, que se buscam vitórias e imposições, mas caminho de discernimento em que se ouve a voz do Espírito Santo. Uma definição ao estilo do papa Francisco.