14 de Outubro de 2019 | 21:09:26

14 de Outubro de 2019 | 21:09:26

15/09/2019 | Especiais / Saúde e Bem Estar

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea lembra para atitude que salva vidas

Em Barretos, hemonúcleo do Hospital de Amor recebe interessados em fazer a doação

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea lembra para atitude que salva vidas

SAÚDE: O biomédico Rafael Formenton Cita atua no laboratório de imunologia dos transplantes do Hospital de Amor
Tininho Junior

Ampliar foto

O terceiro sábado do mês de setembro é marcado pelo Dia Mundial do Doador de Medula Óssea. O responsável pelo laboratório de imunologia dos transplantes do Hospital de Amor, Rafael Formenton Cita, destacou a importância do ato solidário em se colocar à disposição para a doação de medula óssea. Ele lembrou que primeiramente é coletada apenas uma amostra de sangue, que é cadastrada em um sistema internacional, e havendo compatibilidade com alguém, é realizada a doação de medula óssea. O biomédico lembrou que a possibilidade de doar para um familiar de primeiro grau é maior em relação a desconhecidos. “A pessoa que quiser ser doador precisa seguir alguns requisitos para que se torne potencial doador num futuro.

Primeiramente, são coletados dois tubos de sangue e é preenchida uma ficha cadastral e um termo de consentimento. Isso para que as informações genéticas desse provável doador fiquem inscritas nesses bancos nacional e internacional. Inicialmente, não é a medula que é doada, mas sim uma investigação genética dentro desse banco”, explicou Rafael Formenton Cita. Ele afirmou que podem ser potenciais doadores de medula pessoas entre 18 e 55 anos, com bom estado geral de saúde, que não tenham doença que possa ter transmitida pelo sangue, doenças imunológicas ou que tenham câncer. “A pessoa precisa estar consciente desse ato. Não é somente fazer o registro e achar que não vai ser chamado. É uma doação que poderá ser feita em qualquer momento, até os 60 anos de idade a pessoa pode vir a se tornar um doador”, complementou.

Aos interessados em se cadastrar como potencial doador de medula em Barretos, basta procurar o hemonúcleo do Hospital de Amor de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, e no final de semana das 7 às 12 horas. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (17) 3321-6600 e pedir para falar no hemonúcleo. “O doador é bem-vindo em qualquer momento, em qualquer dia e horário. E pedimos, por favor, que a sociedade se mobilize e nos ajude nesta luta e diminuir o sofrimento de pacientes barretenses, os que vêm tratar no Hospital de Amor, e aqueles ao redor do mundo”, finalizou Rafael Formenton Cita.

O Transplante de Medula Óssea é indicado principalmente para o tratamento de doenças que comprometem o funcionamento da medula óssea, como doenças hematológicas, onco-hematológicas, imunodeficiências, doenças genéticas hereditárias, alguns tumores sólidos e doenças auto-imunes.