14 de Outubro de 2019 | 20:13:10

14 de Outubro de 2019 | 20:13:10

17/09/2019 | Especiais / Agronegócio

Safra de laranja de MG e SP é reestimada em 388,42 milhões de caixas

A projeção da taxa de queda de frutos subiu de 17,50% para 17,60% em média

Safra de laranja de MG e SP  é reestimada em 388,42 milhões de caixas

RESULTADO: Cerca de 27,14 milhões de caixas deverão ser produzidas no Triângulo Mineiro
Divulgação

Ampliar foto

A primeira reestimativa da safra de laranja 2019/20 do cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/Sudoeste Mineiro, divulgada pelo Fundecitrus em 10 de setembro, indica produção de 388,42 milhões de caixas de 40,8 kg. O número é 0,12% menor do que o estimado em maio de 2019 e somente a produção das variedades precoces foi reestimada. A colheita das demais variedades está em fase inicial, por isso, os dados existentes ainda não são representativos para revisão.

Da safra total, cerca de 27,14 milhões de caixas deverão ser produzidas no Triângulo Mineiro. Considerando todas as variedades, o tamanho médio de 260 frutos por caixa projetado em maio permanece inalterado. Ao todo, cerca de 35% da safra 2019/20 foi colhida. A colheita das variedades precoces está praticamente encerrada. A projeção da taxa de queda de frutos subiu de 17,50% para 17,60%, em média, considerando todas as variedades. Esse pequeno ajuste deve-se ao aumento observado na queda das variedades Valência Americana, Seleta e Pineapple.